Template Para Blogger 26

Paciente morre após ser espancado em clínica de reabilitação em SP

 

Um paciente morreu após ser espancado em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos de Cotia , na Grande São Paulo, nesta terça-feira (9). O homem, identificado como Jarmo Celestino de Santana , tinha 55 anos e até foi levado a um Vargem Grande do Sul, cidade vizinha na região metropolitana, mas não resistiu. 

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver Jarmo amarrado em uma cadeira e repleto de hematomas. Nas imagens, alguns funcionários ridicularizam o paciente e dão risada da situação. 

Jarmo era paciente da Comunidade Terapêutica Efatá. De acordo com a Guarda Civil Municipal (GCM), que foi acionada para atender a ocorrência, dois funcionários da clínica foram levados para a Delegacia Central de Cotia para esclarecer o que ocorreu.

Segundo as investigações, o principal suspeito da agressão é um funcionário da clínica chamado Matheus de Camargo Pinto, de 24 anos. Ele foi detido em flagrante e teve a prisão transformada em preventiva. 

"O Matheus trabalhava como terapeuta, mas não tinha habilitação nenhuma para exercer a função", afirmou o delegado Adair Marques Correa Junior, da Delegacia Central de Cotia, em entrevista ao UOL. 

A Polícia Civil ainda afirma que um áudio revela que Matheus agrediu o paciente. "Cobri no cacete, cobri... chegou aqui na unidade... pagar de brabo... cobri no pau. Tô com a mão toda inchada", disse Matheus, segundo a delegacia que investiga o caso.

Segundo o delegado, Matheus admitiu ter agredido Jarmo, mas disse que utilizou de força excessiva para acalmar o homem. "As agressões foram praticadas pelo Matheus, com possível participação de outras pessoas. O Matheus confessou que agrediu o dependente, mas afirmou que foi para contê-lo porque ele estava exaltado e agressivo", disse Adair Marques. 

Clínica é interditada


A Comunidade Terapêutica Efatá, que tem o Pastor Cleber como proprietário, foi fechada temporariamente. Segundo a Prefeitura de Cotia, o espaço não tinha autorização como clínica.

"O responsável foi notificado a fazer contato com os familiares dos internos para a imediata remoção de todos que permaneciam no espaço, remoção esta que será monitorada pela prefeitura", disse a Prefeitura em nota.

FONTE IG

Postar um comentário

0 Comentários